Impressora não fiscal ajuda no sucesso dos teatros

by

A impressora não fiscal reproduz ingressos em poucos segundos

A cada dia, o teatro, com ingressos feitos na impressora não fiscal, ganha mais espaço na noite paulistana. Uma cidade em que as atrações culturais estão sempre em evidência, bares, restaurantes requintados com chefs do mundo inteiro, o maior número de salas de cinema da América do sul, casas noturnas entre as melhores do mundo, a interpretação ao vivo tem a cada dia conquistado mais expectadores.

“Compramos o par de ingressos pela internet, eles foram produzidos na hora com a impressora não fiscal, com lugar marcado, tudo organizado, e a qualidade do espetáculo nos fez nos sentir na Broadway”, comenta o casal de namorados Fernanda G. de Braga e Roberto A. de Oliveira, na saída do musical O Rei Leão, no Teatro Renault, na Bela Vista, no centro de São Paulo.

O bairro da capital se torna referência com grandes peças, mas também abre espaço para produções independentes. “Também usamos uma impressora não fiscal para produzir os ingressos, e ainda criamos um cupom com 50% de desconto para que o nosso expectador possa presentear um amigo. Este cupom é uma forma de melhorar o nosso nome no mercado e ajudar na expansão da cultura de teatro entre toda a população”, diz o produtor cultural Lúcio M. Monteiro. A diversidade de opções cria um polo de efervescência dentro dos palcos e entre os profissionais que recebem incentivo econômicos para se manter na profissão.

“A tecnologia diminuiu muito os custos envolvidos na criação das peças. O material cenográfico, a impressora não fiscal para os ingressos e outros serviços gráficos, para a confecção de cartazes, e as ferramentas on line para divulgação do trabalho na internet e nas redes sociais. Estamos em um bom momento para quem tem talento e pensa em investir na profissão”, conta o ator, e estudante de artes cênicas da Universidade de São Paulo, Pablo Ritchman.

Sites de compras coletivas também têm auxiliado na divulgação e pelo volume maior de entradas vendidas gerando grandes descontos para atrair o público. “Recebo várias promoções por e-mail. Basta fazer o cadastro e conseguir o cupom para pagar um valor menor. Na bilheteria, usaram uma impressora não fiscal para criar nosso ingresso na hora, com o valor especial e a família pode aproveitar o mundo de fantasia de uma peça baseada no filme da Disney Frozen. Minha filha adorou, e todos se divertiram com as músicas, os efeitos especiais e toda a emoção que a história traz”, comenta Isabela F. Bueno. A paulistana levou a filha de três anos Luíza, usando o vestido da personagem Elza, que comemora: “elas são princesas, mamãe, assim como eu”. E a impressora não fiscal faz a sua parte para levar a magia do teatro a todas as idades.